Na cidade de Chaves, junto à margem direita do Rio Tâmega, brotam águas de composição única na Península Ibérica (hipertermais – 73ºC -, bicarbonatadas, sódicas, mesomineralizadas e gasocarbónicas). Reza a história que, na época do domínio romano, as legiões, após as suas incursões bélicas, deleitavam-se nas águas ferventes da cidade de Aquae Flaviae, recuperando forças, tratando das várias maleitas que os atingiam (no corpo e na alma).

As águas quentes de Chaves têm tradição milenar na cura de afecções músculo-esqueléticas, do aparelho digestivo e respiratórias e aproveitar estas propriedades medicinais para a prevenção e a cura de afecções contemporâneas (stress, cansaço, ansiedade) está ao alcance de todos nas TERMAS DE CHAVES.

Caracterização Físico-Quimica da Água (água bicarbonatada sódica, fluoretada e gaso-carbónica)

Temperatura 76ºC
pH (a 20ºC) 6,80
Condutividade Eléctrica (a 20ºC) 2320µScm-1
Alcalinidade (em mL/L de HCI 0.1M) 288,9
Resíduo Seco (a 180ºC) 1744 mg/L
Dureza Total (em p.p. 105 de CaCo3) 7,4
Sílica (em mg/L de SiO2) 80,7
Fluoreto (F) 8,3 mg/L
Mineralização Total 2625 mg/L
Dióxido de Carbono (CO2) média anual 600 mg/L
Hidrogenocarbonato 1762 mg/L
Sódio (Na+) 623 mg/L