Termas de Chaves são das primeiras do país a obter selo “Clean & Safe” específico para estâncias termais

30 Jun Termas de Chaves são das primeiras do país a obter selo “Clean & Safe” específico para estâncias termais

O Balneário Termal de Chaves foi um dos primeiros do país a obter o selo “Clean & Safe” específico para estâncias termais. Esta certificação, que comprova o cumprimento das regras definidas em termos de higienização e segurança para o setor, foi estabelecida pelo Turismo de Portugal, em parceria com Associação das Termas. Reabertas desde 15 de junho, depois de terem sido apenas uma das duas estâncias em todo o país a abrir no primeiro dia estabelecido pela Direção Geral da Saúde, as Termas de Chaves voltam a estar na linha da frente na resposta às novas exigências decorrentes da atual pandemia, e são das primeiras entidades a obter o selo exclusivo para o setor termal apenas um dia após o seu lançamento.

Para a administradora das Termas de Chaves, “este é um passo muito importante para a validação do setor que esteve parado durante três meses. Desde o passado dia 15 de junho que as Termas de Chaves reabriram e, até agora, a resposta dos nossos clientes tem sido bastante positiva no que concerne às novas regras adotadas.” Fátima Pinto refere ainda que “apesar das expectativas muito positivas para 2020 terem sido interrompidas pela COVID-19, esperamos que este continue a ser um ano bastante profícuo no que concerne à afluência de aquistas a Chaves.”.

Desde a reabertura, o Balneário Flaviense tem novas regras para a admissão e permanência de aquistas no seu espaço. A marcação prévia obrigatória para todos os serviços, a criação de um espaço limpo na entrada, onde será realizado um rastreio a todos os aquistas para detetar situações de risco como febre, tosse ou a possibilidade de ter estado em contacto com algum infetado e para a higienização das mãos e do calçado. O uso de máscara passa também a ser obrigatório.

De forma a ser possível manter o distanciamento social, a entrada passa a ser limitada à capacidade das instalações, apenas será permitida a entrada 20 minutos antes do início do tratamento e após 10 minutos da hora agendada, já não será possível fazer a admissão e também não será permitida a entrada de acompanhantes nas instalações (exceto crianças e pessoas com mobilidade reduzida). Além dos novos procedimentos, foram ainda reforçados os planos de higienização das instalações e equipamentos.